Tel: (21) 2672-0835 / (21) 9 9985-0835

Siga-nos nas redes sociais!

Gengivite

Gengivite é uma inflamação da gengiva. É o estágio inicial da doença periodontal e, portanto, mais fácil de ser tratada, mas que, se não tratada, pode progredir e causar complicações mais graves.

Causas
Gengivite é a primeira fase da doença periodontal, que consiste em uma inflamação e infecção que provoca alterações nos tecidos que dão sustentação aos dentes, como as gengivas, ligamentos e osso alveolar – o tecido ósseo que circunda as raízes dos dentes.
A gengivite é, algumas vezes, o resultado dos efeitos do acúmulo de placa no longo prazo – embora a doença possa ser notada bem antes também. A gengivite costuma ser causada por higiene deficiente ou mal orientada. A placa, ou biofilme, em termos médicos, é um material grudento feito de bactérias, muco e resíduos de comida que se desenvolve na parte exposta dos dentes. É também a maior causa de cárie dentária.

Se a placa não for removida, ela se transforma em um depósito duro chamado de tártaro, que fica preso no dente. As bactérias e as toxinas produzidas pela placa e pelo tártaro irritam as gengivas e as deixam inchadas e sensíveis.

Danos à gengiva podem ser resultantes de inúmeras causas. Até mesmo a escovação excessiva ou a limpeza vigorosa com fio dental podem causar gengivite. Além disso, mudanças hormonais também podem aumentar o risco de desenvolver essa inflamação, pois deixam as gengivas mais sensíveis. Gengivite costuma aparecer muito em adolescentes no início da puberdade, jovens no começo da idade adulta e em mulheres grávidas.

Dentes desalinhados, pontas de obturação ásperas ou aparelhos mal encaixados ou mal limpas, como aparelhos e dentaduras, podem irritar as gengivas e elevar o risco da inflamação.
Também estão relacionados à gengivite o uso de medicamentos como fenitoína e pílulas anticoncepcionais, além de metais pesados a exemplo do chumbo e do bismuto.
Fatores de risco
Gengivite é comum e qualquer um pode ter, mas alguns fatores considerados de risco contribuem para o desenvolvimento desta inflamação.
Higiene bocal precária
Fumo
Diabetes
Idade avançada
Imunidade baixa
Uso de medicamentos específicos
Infecções virais e fúngicas
Boca seca
Mudanças hormonais, relacionadas à gravidez, ciclo menstrual, puberdade e pílulas anticoncepcionais
Deficiências nutricionais
Uso excessivo de determinadas substâncias
Aparelhos bucais mal encaixados ou mal limpos.

Sintomas de Gengivite

A gengiva inflamada costuma ter uma cor mais avermelhada que o normal ou até mesmo arroxeada. Fica inchada, sensível e sangra com facilidade durante a escovação e durante o uso de fio dental. Apesar disso, só incomodam quando são tocadas.
Na gengivite, a gengiva as vezes não dói, então uma pessoa pode tê-la e nem saber disso. Veja outros sintomas típicos desta inflamação:
Dentes parecem mais longos devido à retração da gengiva
Gengivas se separam ou se afastam dos dentes, criando uma bolsa
A forma como os dentes se encaixam na mordida muda
Secreção de pus ao redor dos dentes e da bolsa gengival
Mau hálito constante e gosto ruim na boca.

Buscando ajuda médica

Ir ao dentista regularmente deve fazer parte da vida de todas as pessoas. Assim, o profissional poderá detectar qualquer problema de saúde bucal e tratá-lo antes que se torne algo mais grave e irreversível. Se você notar qualquer sintoma característico da gengivite, marque uma consulta. Quanto mais cedo você procurar ajuda médica ou odontológica, mais rápida será a recuperação.

@2019 - Todos os direitos reservados - Dental Cadi

Agendar Consulta